Emendas 2022 - Votacao - Header Wix.png

Educando Territórios - fortalecimento de projetos socioambientais

São Paulo

Secretaria Municipal Do Verde e Meio Ambiente/Pmsp Universidade Aberta Do Meio Ambiente e Cultura de Paz (Umapaz)

Resumo

A presente proposta visa fortalecer projetos para construção de territórios educativos capacitando educadores da rede formal e não formal para a implantação de ações aderentes aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, questões socioambientais urbanas, primeira infância e direitos humanos.
Considerando dificuldade de acesso à capacitação continuada, especialmente com vistas à pós-graduação, seja pelo alto valor de investimento, seja pela carência de temáticas que venham de encontro com as realidades comunitárias, a UNIFESP e a UMAPAZ se uniram em parceria para oferecer um curso de especialização lato-sensu para 40 educadores da rede formal e não formal para obtenção de grau de Especialista em Educação Ambiental e Sustentabilidade. Dentre as disciplinas e aulas ofertadas, destacam-se metodologias de planejamento participativo, elaboração de projetos socioambientais e educomunicação, cujos instrumentos têm potencial de fortalecer e capilarizar as ações nos territórios educativos, contribuindo com a sensibilização das comunidades para as principais questões socioambientais, extrapolando as fronteiras municipais.
A experiência da UMAPAZ na construção de processos participativos, denota que a grande dificuldade na implementação de projetos é a dificuldade de estabelecer parcerias além da capacitação técnica dos proponentes, é nesse contexto que um dos pré-requisitos para o ingresso ao curso de especialização é que os Trabalhos de Conclusão sejam fundamentados em anteprojetos socioambientais aplicados aos espaços de ação dos candidatos. Outro entrave é a problemática da escassez de recursos financeiros. Nesse contexto, entendemos que a presente emenda parlamentar é uma oportunidade de apoiar financeiramente a implementação de até 40 pequenos projetos de impacto socioambiental positivo nos territórios educativos em todas as regiões do Município de São Paulo, com possibilidade de oferecer auxílio no valor de R$ 5.000,00 por projeto.
No período de até 18 meses a partir do início do curso de especialização, espera-se apoiar até 40 pequenos projetos nos territórios educativos nas 5 (cinco) regiões do Município de São Paulo. E em 12 meses, pretende-se instrumentalizar até 40 educadores em metodologias educomunicativas, com vistas a fortalecer seus respectivos projetos socioambientais nas 5 (cinco) regiões da cidade de São Paulo utilizando as redes sociais da UMAPAZ. Por sua vez, no período de 6 meses, espera-se sensibilizar ao menos 16.500 pessoas para questões socioambientais, totalizando ao menos 32.000 pessoas em 18 meses.
A previsão para início das atividades é março de 2022.

Experiência

A UMAPAZ, Coordenação de Educação Ambiental e Cultura de Paz, Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz é vinculada à Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente do Município de São Paulo. Desde 2007 promove, assegura e fomenta a Educação Ambiental da Cidade de São Paulo, por meio de ações educativas, projetos e programas estruturados por suas 4 (quatro) Divisões: Formação em Educação Ambiental e Cultura de Paz; Escola Municipal de Jardinagem, Planetários Municipais, Difusão de Projetos em Educação Ambiental e Cultura de Paz.
Enquanto órgão gestor da Política Municipal de Educação Ambiental, tem contribuído na implementação de políticas públicas destacando -se as mais atuais como Plano Municipal de Educação Ambiental (em construção), Agenda 2030, Programa Escolas Sustentáveis e Plano Municipal da Primeira Infância.
Como instituição de educação não-formal a UMAPAZ possui um de seus pressupostos a cooperação com o sistema educativo existente de forma associada, completando e suplementando a oferta, incluindo parcerias com universidades públicas como a UNIFESP, parceira do presente projeto, que é uma universidade pública criada em 1933 reconhecida internacionalmente como centro de excelência de produtividade científica e de formação de pessoas. Seus inúmeros programas de graduação e de pós-graduação, cursos de extensão e de especialização lato sensu, bem como projetos sociais que permitem a interação entre o conhecimento acadêmico e a sociedade, constituindo um importante instrumento de transformação social. A interlocução é realizada pela Cátedra Sustentabilidade e Visões de Futuro é um Órgão Complementar da Unifesp que pretende, por intermédio da busca de colaboração acadêmica institucional, contribuir com o ensino e a pesquisa sobre essa temática no Brasil a partir da abordagem multidisciplinar e uma rede de iniciativas institucionais.
No contexto da Agenda 2030, o município de São Paulo incorporou como política a Comissão Municipal ODS, instância colegiada paritária entre poder público e sociedade civil, composta por câmaras temáticas, destacando-se a Câmara Temática Educacional a qual a UNIFESP e a UMAPAZ possuem representação. Dentre as metas da Agenda 2030, destaca-se a Meta Global 4.c: “Até 2030, substancialmente aumentar o contingente de professores qualificados, inclusive por meio da cooperação internacional para a formação de professores ...”. A partir dessa diretriz, ambas instituições estabeleceram uma parceria para a oferta do Curso de Especialização Lato sensu “Educação Ambiental e Sustentabilidade”, como parte do Plano de Ação para atendimento da Meta Municipal 4.c., vinculada à Meta Global 4.c dos ODS.
Fomentar a aplicação de conhecimentos dos futuros alunos do curso de especialização é o principal foco do presente projeto.

Público Alvo

Entendemos que educadores da rede pública e educadores socioambientais são multiplicadores, não somente de conteúdo, mas também de valores e atitudes socioambientais efetivas e, portanto, demandam uma formação continuada, gratuita e aplicada, entretanto os cursos de pós-graduação, em sua maioria, possuem alto valor de investimento, dificultando o seu acesso. Além disso é primordial que recebam apoio, não só institucional, como também financeiro para implementação de ações de impacto positivo junto à sua comunidade de atuação. Nesse contexto, período de até 18 meses pretendemos apoiar 40 educadores da Secretaria Municipal de Educação e educadores socioambientais das demais Secretarias, da UNIFESP e de outros setores em seus pequenos projetos de impacto socioambiental positivo nos territórios educativos nas diferentes regiões do Município de São Paulo.
Indiretamente espera-se sensibilizar ao menos 16.500 pessoas para questões socioambientais em 6 meses, totalizando ao menos 32.000 pessoas em até 18 meses.