Emendas 2022 - Votacao - Header Wix.png

Projeto Conectando

Lorena

Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social

Resumo

O Projeto Conectando, busca por meio de metodologias integrativas capacitar o jovem para as demandas do mundo atual, fomentando a importância do projeto de vida estar conectado aos talentos, habilidades e potencialidades individuais de cada jovem para que estes se tornem protagonistas de suas histórias. De forma prática, o objetivo é trabalhar o autodesenvolvimento e a inclusão produtiva de jovens em situação de vulnerabilidade e risco pessoal e social do município de Lorena. Tem como premissa a utilização de metodologias ativas, TICs, arte-cultura e rodas de conversa temáticas para mediar os diálogos com os e as jovens, viabilizar as reflexões pessoais acerca do autodesenvolvimento e potencializar as habilidades inerentes a cada jovem. O Projeto terá duração de doze (12) meses, sendo duas turmas de 20 jovens a cada período de cinco (05) meses, perfazendo um total de 40 jovens. O primeiro mês de cada semestre será reservado para levantamento da demanda prevista, articulação com parceiros, inscrição dos jovens e reunião com família e/ou responsável pelos e pelas jovens.

Experiência

A Subsecretaria de Juventudes é parte integrante do Plano de Governo Municipal, no âmbito da Política de Assistência Social. Sua principal finalidade é a construção de uma política municipal para juventude, vinculada à Política Nacional da Juventude, ou seja, formular, coordenar, integrar e articular estas Políticas; além de promover programas de cooperação com organismos municipais e nacionais, públicos e privados, voltados para as políticas juvenis. A construção tanto da Subsecretaria quanto do Conselho Municipal de Juventude se deu a partir de intensa mobilização social da juventude de Lorena, que representa a maior parte dos munícipes, a partir de pré-conferências em bairros, movimentos de discussão de grupo dentro e fora da administração pública e intensa ocupação do espaço Estação juventudes, sede dos órgãos supracitados. No cumprimento de suas finalidades, a Subsecretaria de Juventude desenvolve hoje um trabalho intersetorial com os CRAS e os territórios de sua referência, instituições sociais e de educação e programas da rede socioassistencial do município; ampliando suas parcerias para fortalecer os trabalhos realizados e sob a fiscalização e acompanhamento do Conselho Municipal de Juventude. O município de Lorena se destaca negativamente pelos índices dramáticos de violência que afetam as juventudes, sobretudo os jovens pretos e periféricos, como mostra o estudo desenvolvido pelo Comitê Paulista de Prevenção de Homicídios na Adolescência. Por outro lado, a cidade também dispõe de grande número de entidades empenhadas no sentido da garantia de direitos de crianças, adolescentes e jovens adultos.
A Prefeitura de Lorena traz em sua trajetória a execução de trabalhos afetos aos e as jovens por meio de uma secretaria específica – a Secretaria da Infância, Juventude e Cidadania com ações voltadas a promoção da cultura jovem, do lazer, da socioeducação, entre outras. Essa pasta atuou nesse formato até 2012. Anterior a esse período muitos movimentos e ações do Poder Público e da Sociedade Civil Organizada foram realizados em prol da população juvenil. E posterior a 2012 o segmento juventudes ficou ligado à Secretaria de Esporte e Lazer no ano de 2013 e em seguida o trabalho passou a ser executado de forma mais efetiva quando se alocou a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social.
Do final de 2014 até o presente momento, a execução do trabalho sob o guarda-chuva da assistência social vem sendo desenvolvido com a meta de se implantar políticas públicas efetivas para as juventudes. Foi percorrido um percurso de extrema importância para chegar a esta etapa. Com a ótica de que todo o trabalho deve ser construído de forma coletiva com os atores sociais que desenvolvem ações com esse público, e principalmente com os e as jovens o caminhar se deu da seguinte forma:
Após este período, em 2013, através da gestão pública atual, toda a equipe envolvida na Subsecretaria de Juventude, alocada à Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, se empenhou no trabalho com as juventudes e na efetivação da criação do Conselho de Juventude.
As ações se deram de forma articulada e totalmente realizada coletivamente; envolvendo vários e inúmeros atores sociais do município de Lorena e municípios circunvizinhos.
As práticas se iniciaram com um Projeto denominado Grupo de Base, objetivando o fomento da liderança e protagonismo jovem da cidade; um projeto realizado em escolas particulares e públicas, instituições, movimentos e coletivos sociais. Além disso, o projeto também previa ser um espaço de escuta e diálogo com os jovens e as jovens no tocante a idealização, elaboração e implantação de Políticas Públicas para as Juventudes.
Resultante deste processo, em 2015 foi realizada a 1ª Conferência Municipal de Juventude - uma construção coletiva com as juventudes.
Foram realizadas diversas etapas de preparação para a Conferência, inclusive uma pré-conferência com os adolescentes em situação de medida socioeducativa de privação de liberdade, internos na Fundação CASA.
Os jovens trouxeram para o debate temas como: profissionalização e empregabilidade, educação, infraestrutura e mobilidade em situação precária, falta de médicos, lazer, esporte e cultura adequados às especificidades dos jovens. Verbalizaram a realidade das juventudes periférica, negra e pobre do Vale do Paraíba e do Brasil.
Todo diálogo foi pautado pelos direitos dos jovens, preconizados no Estatuto da Juventude; e a partir das propostas apresentadas surge então as reivindicações pela criação do Conselho Municipal de Juventude e pela implantação de um Espaço de Convivência e Participação Social para as centenas de meninos e meninas de Lorena. Propostas estas que os mais de 250 jovens presentes na conferência solicitaram e aprovaram por unanimidade.
A pauta reivindicada foi acatada pela Subsecretaria de Juventude/Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, e ao iniciar o ano de 2016 se tornou prioridade absoluta para esta pasta.
Seguido disso em 2016 foi realizada a primeira eleição para o Conselho Municipal de Juventudes, tendo os conselheiros tomado posse no início de 2017. No ano seguinte foi instalado o centro de juventudes - um espaço de convivência tão sonhado pelos jovens, denominado Estação Juventudes. Nome esse, referenciado ao local em que está instalado o prédio – estação de trem do município tombada como patrimônio histórico.
A Estação Juventudes tem como premissa ser um espaço de atuação dos e das jovens e promoção de ações voltadas para este público. Diversas ações já foram realizadas neste espaço, como por exemplo, oficinas de arte-cultura, rodas de conversa com temas afetos às juventudes, cursos e oficinas de inclusão produtiva, oficinas de sustentabilidade do meio ambiente, exposições de arte, das Juventudes, reuniões do conselho de juventude, entre inúmeras outras ações.
O município possui um itinerário percorrido no trabalho com o público jovem e deseja continuar efetivo em sua atuação, principalmente para viabilizar a implantação de políticas públicas e os encaminhamentos necessários para o enfrentamento das violências e violações que acometem nossos jovens.

Público Alvo

Adolescentes e jovens de 14 a 19 anos, em situação de vulnerabilidade social, adolescentes do Serviço de Acolhimento Institucional para a Crianças e Adolescentes (SAICA), Medida Socioeducativa em Meio Aberto (MSE/MA) e Liberdade Assistida (LA) e/ou internos da Fundação Casa.