Emendas 2022 - Votacao - Header Wix.png

A REDE GESTAR- Núcleo de Atendimento Multidisciplinar a Gestante

Agudos

Camila Aparecida Cirilo de Lima

Resumo

Introdução

Um indicador essencial para verificar a qualidade dos serviços de saúde e de saneamento básico oferecidos a uma população é a Taxa de Mortalidade Infantil (TMI), possui relevância especial em regiões pouco desenvolvidas e representada por boa parte dos municípios Paulista.
Em 2019 foram registados 240,1 % Taxa de mortalidade prematura (por 100 mil habitantes) e
44 Óbitos prematuros por Doenças Crônicas.
Foram registadas mortes prematuras por Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) em Agudos em 2019. Essa quantidade resultou em 240,1 % de óbitos por 100 mil habitantes entre 30 e 69 anos, taxa menor que a média do estado nesse ano. A cidade teve no último ano a 75ª menor taxa de mortalidade por DCNT entre os 645 municípios. A taxa de óbitos por DCNT em 2019 foi menor que a registrada em 2009 (388,8 óbitos por mil habitantes). A variação foi de -38,3% no período. Fonte: DataSUS. E contrapartida a taxa de mortalidade materna no município de Agudos se manteve estável de 0,0 para 0,0 por 100 mil nascidos vivos entre 2009 e 2019. A taxa nesse último ano foi menor que a a média do estado. Dentre os 645 municípios paulistas, essa foi a 1ª melhor taxa. Foram registrados 0 óbitos maternos no município nesse último ano. Fonte: DataSUS.
Outro fator relevante são de 13,2 % Taxa de mortalidade infantil (por mil nascidos vivos) em 2019 e 7 Óbitos infantis em 2019.
A taxa de mortalidade infantil em Agudos foi igual a 13,2 por mil nascidos vivos em 2019, maior que a taxa do estado. Essa foi a 434ª menor taxa de mortalidade infantil dentre os 645 municípios de São Paulo nesse último ano. Entre 2009 e 2019, a taxa de mortalidade cresceu 4,6% no município. Essa variação foi a 337ª melhor entre os 645 municípios de São Paulo. Foram registrados óbitos infantis em 2009. Em 2019, o número foi para . A variação no período foi de 16,7%, a 373ª melhor entre os municípios paulistas. Fonte: DataSUS. Diante desta constatação, tem-se a seguinte questão: Quais ações são necessárias para mudar o cenário atual?

Objetivo Geral

Desenvolver estudos técnicos e científicos com o objetivo de ampliar a Assistência à Gestante, Puérpera e Recém-Nascidos, onde seus problemas, dificuldades, dúvidas e necessidades possam ser supridos, para uma melhor qualidade de vida e menores índices de mortalidade materno-infantil e/ou prejuízo da saúde destes.
Indicadores utilizados no estudo relacionados à criança:

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

A REDE GESTAR- Núcleo de Atendimento Multidisciplinar a Gestante no município de Agudos visa uma melhor assistência e qualidade ao pré-natal, melhorando a qualidade de vida das gestantes, puérpera e recém-nascidos e os indicadores de qualidade;

METODOLOGIA

Rede Gestar
As modificações do corpo, promovidas pelo desenvolvimento da criança, favorecem a compreensão da maternidade envolvendo emoções e valores relacionados a si, à criança e à família, sendo um dos momentos mais importantes para a mulher.
A Rede Gestar composta pela equipe Multidisciplinar irá acolher a mulher desde o início da gravidez, com atendimento educativos em grupos ou individais de acordo com a necessidade de cada gestante, objetivando assegurar, no fim da gestação, o nascimento de uma criança saudável e a garantia do bem-estar materno e neonatal, preparando para a gestante para sua futura função onde seus problemas, dificuldades, dúvidas e necessidades possam ser supridos, para uma melhor qualidade de vida e menores índices de mortalidade materno-infantil e/ou prejuízo da saúde destes.
Equipe Multidisciplinar
Uma equipe multidisciplinar é um grupo com diferentes especializações funcionais que trabalham para alcançar um objetivo comum, favorece a articulação do conhecimento de várias áreas com os seus saberes e os seus fazeres, de forma a dar mais sentido à teoria, ampliar a compreensão dos problemas de saúde e, consequentemente, melhorar a prática.

Equipe Multidisciplinar Rede Gestar

• Enfermagem (ínicio pré-natal)
• Nutricionista
• Fisioterapeuta
• Odontolopediatra
• Equipe de Enfermagem ( Aconchego)
• Pediatra

Enfermagem
Abertura do pré-natal
A consulta de enfermagem tem a finalidade de incluir a gestante ao Pré-Natal seguindo o protocolo do MS, identificar situações de risco e intercorrências no ciclo gravídico-puerperal.
As orientações fornecidas pelo profissional auxiliam na compreensão da gestação como um processo fisiológico e viabiliza fatores que condicionem uma experiência positiva e gratificante.
Com a implantação da Rede Gestar, profissional de Enfermagem ficará responsável por inserir a gestante na Rede.

Nutrição
O profissional de nutrição intervém no acompanhamento e orientações do ganho de peso mínimo ou máximo conforme o estado nutricional pré-gestacional da gestante e nas suas possíveis alterações, dentre elas: pirose, síndrome hipertensiva gestacional, anemia, diabetes mellitus gestacional, constipação, hipercolesterolemia dentre outras.


Fisioterapeuta
Ao longo da gestação, devido à ocorrência de mudanças fisiológicas, biomecânicas e anatômicas, o Fisioterapeuta terá como objetivo: melhorar o condicionamento cardiorrespiratório; aumentar a força muscular de braços e pernas para preparar a mãe no dia a dia com os cuidados do bebê; realizar alongamento, reduzindo assim a dor lombar e as dores osteomusculares; melhorar a circulação sanguínea para diminuição de edema e cãibras; melhorar a força muscular do assoalho pélvico para aguentar a sobrecarga imposta a essa musculatura durante a gestação, evitando, assim, incontinência urinária e prolapso genital independente do tipo de parto; aliviar as tensões ocasionadas pela mudança postural; promover o relaxamento; auxiliar no controle de peso; auxiliar na redução do risco de desenvolver diabetes gestacional e hipertensão arterial. Além dos benefícios para mãe, o feto também se beneficiará com o exercício físico tendo um aumento da tolerância ao estresse; maturação neurocomportamental avançada; altos valores do APGAR e redução da adiposidade.

Odontopediatra
A fase da lactação é uma das mais importantes não só pela nutrição, mas também pela saúde bucal do recém-nascido, os movimentos realizados pelo bebê durante a amamentação são essenciais para o desenvolvimento correto de toda a estrutura bucal, desde lábios, língua e gengiva até a articulação temporo-mandibular (ATM). Por essa razão, a odontopediatria tem função muito importante nessa fase da vida da criança.
Na consulta o odontopediatra irá analisar toda a cavidade bucal do bebê, a fim de verificar se há qualquer alteração e garantir sua saúde e desenvolvimento ideais.
Sendo o ponto mais importante da odontopediatria para o recém-nascido, no entanto a prevenção. O odontopediatra irá orientar os pais do bebê sobre todos os cuidados necessários com sua saúde bucal em todas as fases de desenvolvimento
Equipe Sala Aconchego
A equipe de enfermagem _ Sala Aconchego irá preparar e orientar as gestantes quanto à importância do aleitamento materno uma vez que amamentar é muito mais do que nutrir a criança. É um processo que envolve interação profunda entre mãe e filho, com repercussões no estado nutricional da criança, em sua habilidade de se defender de infecções, em sua fisiologia e no seu desenvolvimento cognitivo e emocional, além de ter implicações na saúde física e psíquica da mãe. É a mais sábia estratégia natural de vínculo, afeto, proteção e nutrição para a criança e constitui a mais sensível, econômica e eficaz intervenção para redução da morbimortalidade infantil.

Pediatra
O profissional médico Pediatra irá estabelecer a relação médico-família: o período pré-natal é um bom momento para construir a aliança de cuidado médico-família. O nível de conforto dos pais aumenta com a familiarização com o “cuidador” da criança antes do nascimento, especialmente se forem necessárias a referência ou a transferência do cuidado em situações não usuais de necessidades médicas na infância.

MONITORAMENTO DOS RESULTADOS

Por se tratar de projeto de saúde e avaliação contínua, oferecerão melhores dados e resultados após um período de monitorização de 12 meses para os primeiros pré-julgamentos.

Experiência

O município de Agudos oferece o pré-natal com inicio/abertura realizada pelo profissional enfermeiro e seguimento/acompanhamento com o profissional medico Ginecologista/Obstreta, sendo que muitas das necessidades, alterações fisiológicas, e sintomatologias apresentadas são de responsabilidade técnica especificas de outros profissionais da saúde, sendo assim observou-se a necessidade de ampliar esse atendimento com a implantação da Rede Gestar ( Núcleo Multidisciplinar de Atendimento a Gestante) na rede pública do município de Agudos, visando melhorar a qualidade de vida das gestantes, puérpera e recém-nascidos e os indicadores de qualidade.
O municipio há 6 anos conta com a Sala Aconchego ( Sala de Apoio a Amamentação e Posto de Coleta de Leite Humano) que desenvolve uma grande trabalho na promoção e estimulo ao aleitamento materno.

Público Alvo

O público alvo será o binômio Gestante (mãe/filho) considerando as modificações do corpo, promovidas pelo desenvolvimento da criança, favorecem a compreensão da maternidade envolvendo emoções e valores relacionados a si, à criança e à família, sendo um dos momentos mais importantes para a mulher.
A assistência ao pré-natal compreende um conjunto de procedimentos que objetiva prevenir, diagnosticar e tratar eventos indesejáveis à gestação, ao parto e ao recém-nascido. Sua ausência e/ou deficiência está relacionada a maiores índices de morbimortalidade materna e perinatal.

O município de Agudos tem em média 500 gestantes/ano, sendo o objetivo da implantação do projeto atender 100% das gestantes SUS.