top of page

Marina Helou mostra propostas para a segurança pública do estado de SP


Uma das pautas prioritárias de Marina Helou, deputada estadual em São Paulo no primeiro mandato e candidata à reeleição, é a segurança pública. Isso porque esse é um dos temas mais impactantes na vida dos paulistas e que precisa de um novo olhar dentro das políticas públicas.


Veja as propostas de Marina Helou para a segurança pública de SP:

Marina Helou, em Limeira, onde destinou emenda para a Patrulha Maria da Penha. (Foto: Assessoria)


Política estadual pelo fim da violência contra a mulher


Durante seu primeiro mandato, Marina Helou trabalhou ativamente pela qualificação das Delegacias de Mulher (DDM) e pela devida formação de policiais nos pressupostos da Lei Maria da Penha. Também fortaleceu diversos projetos da sociedade civil, com emendas parlamentares, que investem na quebra do ciclo da violência contra a mulher, empoderamento e geração de renda. O próximo passo da deputada é articular uma política estadual, intersetorial e transversal, que coloque como prioridade o fim da violência contra a mulher no estado de São Paulo.


Lutar pelo fim dos homicídios de crianças e adolescentes


Desde 2019, Marina Helou é presidente do Comitê Paulista pela Prevenção de Homicídios na Adolescência. Com a iniciativa, a redução dos homicídios na adolescência no estado de São Paulo foi de 35%, passando da faixa dos 500 em 2018 casos ao ano para 292 mortes em 2021. No entanto, ainda são muitas vidas perdidas, especialmente entre crianças e adolescentes negros. Marina é autora da Lei Criança Primeiro, que torna prioritária a investigação de mortes violentas de crianças e adolescentes. Caso reeleita, ela vai trabalhar para que o projeto de lei que institucionaliza a Política Estadual de Prevenção e Redução da Morte Violenta de Crianças e Adolescentes também vire lei.


Cuidar da saúde mental dos policiais


A deputada Marina Helou acredita que não dá para avançarmos em segurança pública sem cuidarmos da vida de nossos policiais. Em São Paulo, um policial militar comete suicídio a cada 11 dias. Ela é autora de dois projetos de lei que previnem o suicídio entre policiais no estado de São Paulo, por meio da criação de ações permanentes para atender profissionais de segurança pública, como a articulação de programas e grupos de ajuda e a divulgação de peças publicitárias para conscientizar os agentes sobre a necessidade do cuidado com a saúde mental. Caso reeleita, ela quer lutar para que esses projetos virem Lei.


Acompanhe o trabalho da deputada nas redes:





Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page