A educação das nossas crianças deve ser prioridade absoluta! Por isso, garantir a segurança de toda comunidade escolar é fundamental para que as aulas presenciais sigam e a educação da nossa próxima geração seja mantida.

 

Assine o abaixo-assinado e apoie a aprovação do PL 734/2020, de autoria da deputada estadual Marina Helou (REDE-SP) que coloca os profissionais da educação como prioritários na ordem de vacinação!

Escolas

 Primeiro!

Pela prioridade de vacinação para professores e profissionais da educação.

A realidade imposta pela pandemia decorrente da COVID-19 provocou uma situação sem precedentes em todo o mundo.

Como resultado da crise sanitária, houve o encerramento das aulas em escolas e em universidades, e o ano de 2020 estará marcado pela maior ruptura educacional da história que, segundo dados da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), obrigou, em seu auge, quase 1,6 bilhão de estudantes a deixarem suas salas de aula em mais de 190 países. Isso representa mais de 90% da população estudantil de todo o mundo (UNESCO, 2020).

 

O fechamento das escolas acarreta altos custos sociais e econômicos para as pessoas nas diferentes comunidades, acentuando as desigualdades econômicas, raciais e sociais uma vez que coloca essas populações em risco alimentar, e os mais vulneráveis a situações de violência doméstica e trabalho infantil.

 

Por isso, nesse momento, entendemos que devemos priorizar a reabertura segura das escolas e garantir o direito de crianças e adolescentes à educação.

 

Nesse sentido, apresentei o projeto de lei 734/2020 que dispõe sobre a essencialidade das atividades educacionais, tendo em vista sua importância para a manutenção da saúde física e mental das crianças e adolescentes do Estado de São Paulo; também para minimizar os impactos do abandono escolar e ainda para reduzir as desigualdades já existentes nos sistemas educacionais, especialmente, durante tempos de calamidade pública e pandemias de saúde, como a que vivenciamos, decorrente da COVID-19. 

 

As escolas são centros de atividade social e interação humana. Quando elas são fechadas, muitas crianças e jovens perdem o contato social que é essencial para a aprendizagem e para o desenvolvimento.

 

Nossa proposta estabelece que a vacina seja feita garantindo a proteção e a prioridade dos profissionais de educação, bem como aqueles que atuam no ambiente escolar.

 

A aprovação do projeto de lei garantirá que crianças e adolescentes tenham à sua disposição a prestação dos serviços educacionais, colocando na agenda o debate sobre a retomada escolar no Estado de São Paulo.

Assine o abaixo-assinado e ajude a proteger os nossos professores e a cuidar de nossas crianças.

 

Obrigado pelo envio!