Logo.png

Uma iniciativa da deputada Marina Helou para fortalecer novas estratégias de combate a pandemia no estado de São Paulo

Passado mais de ano de pandemia, podemos dizer que Bolsonaro e seu governo negacionista fracassaram em aspectos fundamentais no combate à Covid-19. Não houve controle de transmissão da doença (que cresce em diversas regiões do país, inclusive no estado de SP), tão pouco dedicação do executivo federal na compra de vacinas.

Está claro que a solução proposta até aqui não está funcionando e não irá funcionar. Precisamos de outras estratégias complementares à vacina e ao fechamento econômico se quisermos de fato controlar o vírus, permitir a retomada das atividades com segurança e salvar vidas. 

O governo do estado de São Paulo deveria adotar uma abordagem multidisciplinar e focada em ações integradas de prevenção à COVID-19. Nossa proposta é focada em ações mais associadas à área de saúde, mas entendemos que a prevenção à doença demanda ações em outras áreas, como habitacional,  transporte público, segurança alimentar  e renda.

050-vaccine.png

1

Vacinação prioritária para regiões e grupos mais vulneráveis à Covid-19

É necessário reorientar a distribuição de modo a priorizar áreas e grupos mais vulneráveis à COVID-19. É urgente a criação um grupo com foco em buscar soluções para facilitar o acesso da população mais pobre à vacinação.

014-blood test.png

2

Segundo levantamento recente da Folha de S. Paulo, apenas 58% dos idosos acima de 70 anos tomaram a primeira dose da vacina nos 10 distritos com menor IDH na cidade de SP. Nos 10 distritos com maior IDH, a média foi de 75%. Assim como há a preocupação em facilitar o acesso à vacinação via “drive-thru”, deve-se facilitar o acesso por meio da vacinação em domicílio, por exemplo.

Testagem em massa, rastreamento e isolamento de contaminados

Programa de testagem em massa, rastreamento e isolamento de contaminados, com foco para as áreas com grupos mais vulneráveis à COVID-19. É fundamental que o governo do estado invista num cronograma para a testagem em massa com orçamento, metas de ampliação e avaliação periódica do programa por especialistas e pela sociedade civil.

3

011-medical mask.png

Estudos comprovam que o uso de máscaras adequadas e da forma correta reduz em até 87% a chance de contrair Covid-19.

Neste sentido, é fundamental que o governo invista na distribuição gratuita de máscaras, sobretudo dos modelos N95 e PFF2, no transporte público e em outros locais de grande circulação no estado de SP.

4

049-covid.png

Distribuição de máscaras de boa qualidade (N95 e PFF2)

Campanhas educativas e de comunicação

Campanhas de massa por televisão, rádio, internet, vias públicas, terminais de ônibus e estações do metrô e da CPTM e nos veículos de transporte público. Além de orientações sobre uso de máscara, distanciamento social e atenção redobrada a locais sem ventilação e aglomerados, é fundamental que o governo invista mais no combate a fake news, que geram prejuízos incalculáveis.

 

Confira algumas ações do mandato no combate à COVID-19

Projeto de Lei 306/21
Estabelece prioridade para grávidas, lactantes e puérperas, com ou sem comorbidades, no Plano Estadual de Imunização contra a COVID-19.
Projeto de Lei 353/21
Estabelece prioridade na distribuição de vacinas para territórios vulneráveis na implementação do Plano Estadual de Imunização contra a COVID-19.
Indicação 2551/21
Indica ao Sr. Governador obrigar as empresas de transporte coletivo, a reintroduzirem em seus veículos janelas corrediças e alçapões de teto desobstruídos, de modo a permitir a ventilação natural, opcional ao uso do ar condicionado, durante o período da pandemia da Covid-19.
 

Nossa luta está apenas começando:

Assine e pressione o governo!

Obrigado pelo envio!